by Google Translate
As 3 Condicionais em Inglês

No último artigo, falamos sobre uma música da Beyoncé cujo título nos leva a achar que há um erro gramatical: If I were a boy. Esse título ainda te causa alguma estranheza? Se sim, então dê uma olhada no artigo sobre essa música onde eu explico porque ele não só não deve soar estranho, como ele está gramaticalmente perfeito.

A construção da frase no titulo desta música utiliza a segunda condicional em inglês. Não se preocupe, porque você não precisa memorizar os nomes das condicionais, e sim como utilizá-las. Mas antes de falarmos sobre as diferentes condicionais, vamos primeiro entender que uma condicional consiste de condição + consequência (e vice-versa). Veja abaixo:

 

If I were a boy, I think I could understand. → Se eu fosse um garoto, eu acho que eu conseguiria entender.

Note no exemplo acima que a condicional tem uma condição (ser um garoto) seguida de uma consequência (conseguir entender). No entanto, podemos inverter a sequência sem maiores mudanças ao sentido da frase.

I think I could understand if I were a boy. → Eu acho que eu conseguiria entender se eu fosse um garoto.

Vamos, agora, ver quais são as três condicionais e como e quando utilizá-las.

 

First Conditional – Primeira Condicional

if + simple present / future with will

A primeira condicional (fórmula acima) é utilizada quando queremos falar sobre uma situação hipotética que é possível ou provável que aconteça. Geralmente a utilizamos para falar sobre um futuro mais próximo, ou situação mais trivial.

If it rains tomorrow, I won’t go to the gym. → Se chover amanhã, eu não vou à academia.

If I sleep late, I won’t wake up early. → Se eu dormir tarde, não acordarei cedo.

If my team wins the championship, I will be really happy. → Se meu time vencer o campeonato, eu ficarei muito feliz.

Nas 3 situações acima temos condições e consequências possíveis e, talvez, até esperadas pelo interlocutor. Caso a pessoa não achasse que as situações fossem possíveis, ela teria que utilizar a…

 

Second Conditional – Segunda Condicional

if + simple past / would OR could

Na segunda condicional, assim como na primeira, nos referimos a situações futuras que podem acontecer. No entanto, a grande diferença, é que na segunda condicional essa situação é muito improvável, ou até mesmo impossível. Vamos ver os mesmos exemplos acima na terceira condicional.

If it rained tomorrow, I wouldn’t go to the gym. → Se chovesse amanhã, eu não iria à academia.

If I slept late, I wouldn’t wake up early. → Se eu dormisse tarde, não acordaria cedo.

If my team won the championship, I would be really happy. → Se meu time vencesse o campeonato, eu ficaria muito feliz.

Note que nestes exemplos, o interlocutor acha que as situações não vão de fato acontecer, por isso ele se mostra apenas pensando no que aconteceria, sem reais esperanças.

 

Third Conditional – Terceira Condicional

if + past perfect / would + present perfect

 

Por fim, a terceira condicional é a que utilizamos para falar sobre uma situação passada, que não pode ser mudada, e sua possível consequência caso ela tivesse acontecido. Soou confuso? Vamos aos exemplos então:

If it had rained yesterday, I wouldn’t have gone to the gym. → Se tivesse chovido ontem, eu não teria ido à academia.

If I had slept late, I wouldn’t have woken up early. → Se eu tivesse dormido tarde, não teria acordado cedo.

If my team had won the championship, I would have been really happy. → Se meu time tivesse vencido o campeonato, eu teria ficado muito feliz.

Nestes exemplos, nenhuma das condições de fato ocorreram. Logo, as consequências também não. Aqui, o interlocutor pode expressar um certo arrependimento ou mesmo um alívio, caso a condição (que não aconteceu) levasse a uma consequência negativa. O que é importante dizer é que em nenhum caso na terceira condicional falamos sobre uma situação que pode ser mudada, afinal, ela está no passado e finalizada.

Ficou um pouco mais claro? Então vamos à grande pergunta do dia: Qual condicional a Beyoncé usa na música If I were a boy?

Para descobrirmos, vamos utilizar um pequeno trecho da letra, já citado no início deste artigo.

 

If I were a boy, I think I could understand.

No trecho acima, temos uma condição (if-clause) no passado simples (If I were…) seguida de uma consequência com could (I think I could understand). Analisando a construção dela, descobrimos que a estrutura usada é a da segunda condicional.

 

E por que ela usa esta condicional e não as outras? Oras, é bastante simples. Nesta música, Beyoncé fala sobre tudo que ela poderia fazer se fosse um homem, destacando as diferenças entre como homens e mulheres são vistos em nossa sociedade atual. No entanto, Beyoncé é uma mulher cis, por isso, ela não pode utilizar a primeira condicional para falar sobre a possibilidade de ser um homem por um dia, como ela mesma cita na música.

Sendo assim, se referindo a uma situação hipotética e impossível de acontecer, a condicional utilizada durante toda a música é a segunda. Legal, né?

Espero que esse assunto tão “cascudo” tenha ficado um pouco mais claro. E você conhece outras músicas que usem condicionais em inglês? Compartilha comigo no bruno@companhiadeidiomas.com.br

 

Até a próxima!

 

[simple-author-box]